MINHA CASA SEM DENGUE
         WORKSHOPS

QUEM REALIZA: Pesquisadores do grupo [MORA] Pesquisa em Habitação, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design da UFU, que desenvolvem projetos com os moradores do bairro Shopping Park desde 2016. Assim, surgiu o projeto “Minha Casa Sem Dengue” que vem de uma parceria entre a UFU e a ONG Estação Vida.

 

OBJETIVOS DA EQUIPE: Identificar situações em que acontece a procriação do mosquito da dengue nos quintais das casas, começando pelo bairro Shopping Park. A partir dessas informações, poderemos pensar em ideias para acabar com o mosquito da dengue e ter casas mais saudáveis.

 

OBJETIVOS DOS WORKSHOPS: Apresentar o projeto para os moradores do bairro e desenvolver em conjunto, por meio de atividades, estratégias para melhorar a qualidade de vida local. Além de estabelecer importantes laços de cooperação entre pesquisadores e residentes.

Ativo 10.png

ETAPAS DE TRABALHO

Cinco etapas de trabalho foram delineadas para a organização e realização dos workshops:

ESTUDOS TÉCNICOS INICIAIS (avaliação pós-ocupação - APO)
Uma equipe interdisciplinar de pesquisadores da UFU estudará uma amostra representativa de quintais e áreas habitacionais no estudo de caso. Pesquisadores de saúde ambiental contarão o número de larvas nos quintais usando a metodologia LIRA (listagem rápida de índices de Aedes aegypti), enquanto os pesquisadores do ambiente construído cruzarão e avaliarão elementos espaciais que poderiam estar contribuindo para os criadouros de mosquitos.

PREPARAÇÃO DE OFICINAS DE CO-PRODUÇÃO
Discussão dos resultados preliminares da etapa anterior em duas oficinas iniciais de co-produção. Essas, terão como objetivo aumentar a conscientização e envolver os moradores na discussão de possíveis soluções. A metodologia de pesquisa, o planejamento das oficinas e a discussão dos resultados preliminares contarão com a colaboração da pesquisadora do Reino Unido. Além disso, nesta fase, a participação da ONG Estação Vida e da Liderança do Centro Comunitário (Shopping Park) será essencial, uma vez que têm uma forte capacidade de mobilizar a comunidade do bairro.

OFICINAS COM MORADORES PARA IDENTIFICAR E COPRODUZIR CONJUNTO DE FERRAMENTAS DE SOLUÇÕES PARA OS QUINTAIS
Um conjunto de ferramentas de soluções será co-produzido com mais detalhes através de workshops. Uma amostra de quintais será então adaptada através da colaboração entre os moradores e pesquisadores. A base conceitual para as soluções virá das oficinas realizadas no primeiro estágio. A oficina inicial contará com a presença da equipe do Reino Unido para enquadrar o processo e parâmetros de forma adequada. Reuniões de Skype entre todos os investigadores serão utilizadas para finalizar o conjunto de ferramentas.

ESTUDOS TÉCNICOS PARA AVALIAR O SUCESSO DA SOLUÇÃO EM TERMOS DE REDUÇÃO DE LARVAS DE MOSQUITOS
Estudos de avaliação física e de ocupantes serão realizados nos quintais adaptados e não adaptados para comparar a eficiência das soluções piloto em termos de redução da infecção e no número de larvas e adequação sociotécnica de soluções como um conjunto de ferramentas replicável. Para medir a taxa de sucesso, pretende-se utilizar o mesmo método do primeiro passo, usando metodologia LIRA (listagem rápida de índices para Aedes aegypti) e uma verificação cruzada nos elementos espaciais dos quintais. Os resultados de estudos técnicos conduzirão e auxiliarão no refinamento do conjunto de ferramentas.

3.png
4.png

OFICINA DE CONSOLIDAÇÃO PARA ENVOLVER MORADORES E REFINAR CONJUNTO DE FERRAMENTAS

Refinamento das propostas do conjunto de ferramentas de retrofit por meio de um nova ação conjunta de avaliação pelos residentes, liderados por especialistas. O objetivo é desenvolver o engajamento dos moradores e capacitá-los a divulgar o conjunto de ferramentas e continuar seu desenvolvimento dentro de sua comunidade local.

5.png